Dicas de Viagem

Destinos incríveis para amantes do ecoturismo

ecoturismo

Atenção apreciadores do turismo de natureza! Um levantamento da revista Forbes elegeu o Brasil como o melhor lugar do mundo para o ecoturismo entre 50 países pesquisados.

O estudo destacou que cerca de 30% do território brasileiro está atualmente protegido, incluindo oito sítios do Patrimônio Mundial Natural da Unesco. Entre eles está o Complexo de Conservação da Amazônia Central, que protege espécies ameaçadas como o peixe-boi da Amazônia e o jacaré-açu.

Na segunda colocação está o México, que abriga 29 mil espécies de animais e plantas, das quais 115 são protegidas. Com uma extensão de 2 milhões de km², o país tem cerca de um quarto do tamanho do Brasil, mas oferece um número igual de Patrimônios Mundiais Naturais da Unesco. Um desses locais, as 244 áreas costeiras, ilhas e ilhotas no Golfo da Califórnia, é o habitat de 39% dos mamíferos marinhos do mundo.

A Austrália é o único país entre os cinco primeiros localizado fora da América. O país possui 16 sítios do Patrimônio Mundial Natural da Unesco, o número mais alto de todos os 50 países pesquisados. Um deles é a Grande Barreira de Corais, a maior coleção de recifes de corais do mundo, que abriga espécies ameaçadas de extinção, como a vaca marinha e a grande tartaruga verde. Cerca de 20% da massa terrestre da Austrália é protegida e 101 de suas 27 mil.

O Equador tem 23% do seu território protegido e conta com dois Patrimônios Mundiais Naturais da Unesco – o Parque Nacional Sangay e as Ilhas Galápagos. Este último está exposto a influências geográficas únicas, como atividade vulcânica contínua, que criou espécies incomuns, incluindo iguanas terrestres e uma variedade de tentilhões.

Já a Costa Rica tem 27% dos 52 mil km² protegidos. É o menor país a figurar no top 5, mas é ocupado por aproximadamente três espécies de animais e vegetais por 10 km². Este é o número mais alto dos cinco países listados. Quase 14 mil espécies diferentes de animais e plantas podem ser encontradas na Costa Rica. O país tem três Patrimônios Mundiais Naturais da Unesco. Mas para aqueles que desejam explorar os ecossistemas subaquáticos, o Parque Nacional da Ilha Cocos é uma atração popular, oferecendo a oportunidade de ver atuns, raias, golfinhos e tubarões.

Seguro viagem é o melhor amigo do ecoturista

Em meio a tantos destinos exuberantes, as chances de imprevistos são grandes e, muitas vezes, os locais podem ser distantes de grandes centros e redes de atendimento médico. E para evitar perrengues e dores de cabeça, o seguro viagem é o melhor aliado para este tipo de passeio.

A GTA conta com opções de planos nacionais e internacionais que oferecem, entre outras coisas, cobertura para despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas (DMHO), traslado médico, despesas farmacêuticas, extravio de bagagem e atraso de voo. Além disso, sempre é importante contratar as coberturas adicionais contra a Covid-19.

E se o destino for por aqui mesmo não pense que o seguro é irrelevante. Lembre-se que muitos planos de saúde têm abrangência regional e gastar o tempo de viagem na fila do SUS ninguém merece. Então, bora fazer as malas!

Não se esqueça de deixar seu comentário e registrar sua opinião e sugestão sobre qual outro tema gostaria de ver aqui no blog.

Acompanhe também nossas páginas no Facebook, Instagram e YouTube para ficar por dentro de mais conteúdos ligados ao turismo e seguro viagem.

Até o próximo blog post!

 

Post anterior
Viagem com crianças: para onde ir e o que fazer?
Próximo post
Seguro viagem: dúvidas mais frequentes
IMPRENSA
OUTROS ARTIGOS