Dicas de Viagem

Destinos gastronômicos com gosto de quero mais na Europa

gastronômicos

Todo destino traz lembranças inesquecíveis, mas alguns lugares na Europa têm gosto de quero mais. Para os bons de garfo, a reviste Condé Nast Traveller elencou os roteiros gastronômicos mais badalados do continente.

De banquetes na fazenda em Ibiza a padarias em Copenhague ou restaurantes com estrelas Michelin, a lista contempla opções para todos os paladares. Prepare o apetite e vamos lá!

Sevilha (Espanha) – refeições durante todo o dia

A cultura alimentar de Sevilha reúne especialidades regionais que incluem gaspacho andaluz, peixe frito e xerez. A revista recomenda pedir tapas em vários bares ao longo do dia, para aproveitar o máximo possível de iguarias

Lisboa (Portugal) – restaurantes acessíveis

Lisboa tem muito a oferecer, principalmente depois de ser eleita a cidade europeia mais barata para 2023. Você pode desfrutar da comida tradicional em uma tasca, pequeno estabelecimento que serve comidas tipicamente portuguesas. Mas também há locais modernos que valem a pena conferir, como o Belcanto, o primeiro restaurante lisboeta a ganhar duas estrelas Michelin

Bolonha (Itália) – Autêntica cozinha italiana

O que falar de uma cidade que foi eleita a dona da melhor comida do mundo pelos próprios viajantes? A região é a casa do parmesão, presunto de parma, mortadela, vinagre balsâmico, lasanha, tortellini em caldo e bolonhesa

Dolomitas (Itália) – slow food

Os restaurantes locais já criavam menus sazonais de origem local muito antes de isto ser uma prática padrão. O próprio vinho cultivado nas montanhas é biodinâmico e de baixa intervenção

Paris (França) – clássicos

Não é o destino mais inesperado ou incomum da lista, mas Paris é um clássico pelos motivos certos. Bifes suculentos, crème brulée, croissant e macarons não podem ficar fora do cardápio

Nápoles (Itália) – amantes de pizza

Nápoles é o epicentro da culinária italiana, onde os pratos são reduzidos às suas formas mais puras e deliciosas, e muitas vezes vendidos a preços baixos. Surpreendentemente, a cidade tem mais estrelas Michelin do que qualquer uma de suas irmãs mais famosas, além de ser o lar das melhores pizzas do mundo

Sardenha (Itália) – perspectiva única da culinária italiana

A natureza despojada da ilha é evidente em sua cultura alimentar. A herança gastronômica retrata sua topografia variada. Degustar frutos do mar na costa e carne de carneiro nas montanhas são boas pedidas

Eslovênia – Para exploradores fora do comum

Seis restaurantes do país foram premiados com uma estrela Michelin em 2020, incluindo o Hiša Franko, de Ana Ros, e o Dam, em Nova Gorica, especialistas em frutos do mar. Em 2021, foi nomeada a Região Europeia da Gastronomia por sua ênfase em produtos locais e culinária sustentável. E lá está o melhor vinho de laranja do mundo, o Dolium Muscat Ottonel

Ibiza (Espanha) – farm to fork

O conceito Farm to Fork (da fazenda ao garfo) está associado à compra de alimentos de produtores locais, para que cheguem à mesa em um prazo menor e, assim, tenham suas propriedades nutricionais preservadas

País Basco – jantar com estrela Michelin

O epicentro é a cidade costeira de San Sebastián, com 18 estrelas Michelin, que a coloca ao lado de Kyoto, Paris e Lyon em termos de densidade de elogios por metro quadrado

Copenhague (Dinamarca) – jantares Scandi de última geração

Todo mundo conhece as credenciais gastronômicas de Copenhague. O Noma, indiscutivelmente o restaurante mais famoso do mundo, foi inaugurado em 2003. Ele apareceu pela primeira vez na lista dos 50 melhores restaurantes em 2006. E quem ainda quiser aproveitar não pode perder tempo, pois em 2024 o espaço fechará as portas de vez. Muitos dos ex-chefs do Noma agora dirigem seus próprios estabelecimentos na cidade

Lyon (França) – gastronomia francesa clássica

Lyon é a cidade gastronômica original. É onde nasceu a nouvelle cuisine, onde os melhores chefs franceses, como Paul Bocuse, se tornaram famosos por seus restaurantes requintados. Agora, uma nova geração está dando seu toque à tradição secular

Sifnos (Grécia) – um gostinho da vida na ilha

Sifnos é considerada a ilha mais gastronômica da Grécia há cerca de 100 anos. Hoje em dia, o peixe mais fresco é servido em cafés à beira-mar. Na taverna Cheronissos Fish, os clientes podem apreciar uma lagosta recém-capturada perfeitamente grelhada, com vista para o mar Egeu

Roteiro gastronômico temperado com seguro

Toda viagem, por mais planejada e organizada, sempre está sujeita a imprevistos. Ainda mais se lembrarmos de problemas relacionados com a alimentação. Imagine contrair uma gastroenterite no meio do tão sonhado roteiro. Um seguro viagem acaba sendo a salvação do estômago e do bolso do viajante.

A GTA conta com oito opções de planos para a Europa, que cobrem despesas médicas e farmacêuticas, além de outras situações que podem ocorrer durante a viagem, incluindo danos à mala e atraso de bagagem. Ah, e não deixe de incluir as coberturas adicionais contra a Covid-19.

Não se esqueça de deixar seu comentário e registrar sua opinião e sugestão sobre qual outro tema gostaria de ver aqui no blog.

Acompanhe também nossas páginas no Facebook, Instagram e YouTube para ficar por dentro de mais conteúdos ligados ao turismo e seguro viagem.

Até o próximo blog post!

Post anterior
Os destinos mais procurados para lua de mel em 2023
Próximo post
Conheça as coberturas essenciais para uma viagem tranquila
IMPRENSA
OUTROS ARTIGOS